Nesse espaço

Textos psicografados, romance, Umbanda, Espiritismo compõem a tônica do A Alma das Coisas.
By
Annapon ( escritora e blogueira )

A Missão das Quatro Estações

Olá amigos leitores do "A Alma das Coisas"! O blog está com uma novidade, romance mediúnico totalmente gratuito e publicado, ...

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Interpretação de Pontos Cantados



Interpretação de Pontos Cantados
Por Brito Irmão

Este é um “Ensaio” sobre a interpretação de alguns “Pontos Cantados” da Tenda
Espírita Nossa Senhora da Piedade
Estudo e interpretação livre realizado pelo amigo, irmão e aluno Brito Irmão, em Abril
de 2006, à partir dos estudos de Teologia de Umbanda Sagrada
Pontos Cantados
Os pontos cantados trazem revelações importantes, em frases que aparentemente só
estariam ali para compor rimas. O Mistério Caboclo é o mais revelador destes detalhes e
aponta de forma mais direta para as hierarquias de origem; já os pontos cantados dos Pretos Velhos, são mais ocultadores, porque usam termos de origem africana que não são
inteligíveis por quem não conhece esses idiomas. Podemos ainda classificar os pontos como
identificadores e louvadores. Nos pontos de louvação a identificação se dá com a linha de
forças e com Oxalá. Nos pontos identificadores, identificamos a atuação de mistérios
específicos.
Vamos tentado retirar de alguns pontos que nos dão pistas identificadoras, os nosso
comentários a seguir.

Ponto de Pai Antonio

Temos afirmações importantes ao longo do ponto:
"Se a doença for feitiço, bula lá no seu Gongá" - se for magia negra, use a força dos
Mistérios do seu assentamento - O Gongá.
"Se a doença for de Deus, ai Pai Antonio vai curar"- doença que vem de Deus é a
cobrança da Lei Divina e Pai Antonio vai curar com a Doutrina.
"Coitado de Pai Antonio, Preto Velho curandô" - é o curador de almas, Mistério do
Sagrado Pai Obaluaê.
"Pai Antonio é quimbanda, é ..." - indica que trabalha com os Mistérios da esquerda.
"E Pai de mesa, é ..." - tem ordens e direitos para sustentar um terreiro.
Os Três Caboclos
Esse é um belo ponto e nos dá algumas dicas; vejam:
"Sete Montanhas gira, quando a noite vai chegar" - O Senhor Caboclo Sete Montanhas é
um Mistério de Xangô da Justiça; as Sete Montanhas indicam que ele se relaciona no mesmo
nível com todos aqueles que estão no alto, no topo das suas Linhas de Força - Ogum de Lei -
a Lei Pura; Oxóssi Mata Virgem - O Conhecimento Puro; Oxum do Amor - O Amor Puro; etc...
A expressão "quando a noite vai chegar" revela o horário de início da atuação deste Mistério
- 18:00 h.

"Seu Irmão Sete Lagoas, quando o dia clarear" - O Senhor Caboclo Ogum Sete Lagoas é
um Mistério de Ogum e Nanã e o clarear do dia indica as 06:00h.
"Ao romper da Aurora até Alta Madrugada, gira o Caboclo das Sete Encruzilhadas" -
indica o período de atuação do Mistério do Senhor Caboclo das Sete encruzilhadas - 03:00 h
às 06:00 h. O período de 00:00h às 03:00h é regido pelo Mistério Exú e Pombagira.
essas revelações nos pontos são fontes de aprendizado para todos nós.
Ponto de Tronqueira
"Cortai, Cortai, cortou, .... Aonde eu laço ...." - cortar é um mistério regido por Ogum
e laçar é um mistério regido por Yansã. Temos nesse pronto a atuação dos dois Orixás da Lei e Justiça: Ogum e Yansã.

Caboclo Arranca Toco
Este é um dos mais belos pontos da Tenda, e é um verdadeiro ponto de raiz, cheio de
revelações: Ele vem com a Justiça Xangô, Ele traz Yansã e Yemanjá, Ele vem com Oxóssi
das Matas, Ele trás o Amor de Oxalá. Ogum vencedor de demandas. Estrela clareou sua
banda, na sua aldeia Ele é Caboclo, Ogum Arranca-Toco.
Vou dar umas dicas para vocês exercitarem: Ogum Rompe-Matas é o regente
Intermediário deste Caboclo. Portanto localizem o Senhor Pai Ogum Rompe Matas, no sétimo nível onde cruza com Oxóssi. Ali é o Trono do regente do Senhor Caboclo Arranca-Toco.
Desloquem-se para a esquerda pela linha inclinada ascendente ... e procurem as justificativa
que estão no ponto cantado. Só fica uma lacuna; o Toco é regido pelo Senhor Tatá Omolu,
que significa; aquilo que está morto e só bloqueia os caminhos, OK?
"Na sua aldeia - Oxóssi) - ... é Rompe-Mato - (Ogum) ... é Arranca-Toco ..." Confirma
ser um Ogum Rompe-Matas.
Alguns pontos do Senhor Ogum Beira-Mar e do Senhor Ogum Sete Ondas ligam os dois
Orixás a Mamãe Yemanjá, o que está correto. As diferenças entre eles são: Ogum Beira
(terra) - Mar (água); portanto é um Ogum que tem o seu ponto de forças à beira-mar ou na
praia. Já o Senhor Ogum Sete Ondas, tem o seu mistério assentado diretamente nas água do mar, e não na praia.

Pontos de Xangô
Alguns pontos, como esse de Xangô, temos dificuldade de entender se o horário é
diurno ou noturno, embora o ponto seja revelador: "Eram seis horas, quando o sino tocou ...
Eram dez horas quando o galo cantou ... ".
Neste outro ponto, não sabemos se o caboclo é um Xangô ou um Oxóssi atuando na
irradiação de Xangô: Seu Ariri ... ele é o Rei da Mata Virgem - (Oxóssi) - na pedra onde
Xangô morava."
Noutro ponto como este, a seguir, vejam os cruzamentos identificadores: "Quando a
Lua aparece - (Nanã) - Leão - (Xangô) - na mata - (Oxóssi) - ... Olha a Coral - (Xangô) - ....
Salve o Povo de Ganga ...". Este ponto identifica os cruzamentos do Povo de Ganga.
No ponto: "Tererê Xangô ... Na Calunga ...". Vemos nesse ponto a identificação do
Senhor Pai Xangô da Terra ou Xangô da Calunga, que é aquele do ponto dos Orixás da Tenda.
Neste ponto: "Por detrás daquela serra - (Xangô) - tem uma linda cachoeira - (Oxum) -
... que arrebentou sete pedreiras - (Senhor Xangô das Sete Pedreiras). Vejam como algumas afirmações complicam a identificação. O Senhor Xangô Sete Pedreiras é Sete Pedreiras devido à irradiação de Yansã e não de Oxum. Na Tela Plana Ele é o Xangô do sétimo nível que recebe da direita a irradiação de Oxóssi e da esquerda a irradiação de Ogum. Confirme isto. Em função desta análise, surge a pergunta: O ponto foi trazido por um Guia de Lei ou foi criado por um filho-de-fé, que desconhecia os fundamentos? Se foi um Guia de Lei, tem por trás Mistérios que ainda não conseguimos vislumbrar pela análise da Tela Plana.

Pontos de Oxóssi
Ponto dos Caboclos Cobra-Coral
O ponto: "Os Caboclos desceram, lá do alto da serra - (Xangô) - E traziam no peito,
uma cobra coral - (Xangô) - ... ". Este pontos dos Caboclos Cobra - Coral, somente a palavra
"Caboclo", os vincula a Oxóssi, porém o Mistério Caboclo é regido por Ogum, Oxóssi, Xangô, e Oxalá. Pode ser que estes caboclos, não sejam Oxóssi, porque o Mistério Caboclo Cobra-
Coral é regido pelo Senhor Pai Xangô da Pedra Preta.

Ponto do Senhor Caboclo Sete Flechas
No ponto: "Caçador - (Oxóssi) na beira do caminho - (Ogum) - ... não me mate a coral -
(Xangô) - na estrada - (Ogum) - ... ela saravou seu Sete Flechas -(reconheceu o mistério Sete Flechas) - na Aruanda - (ainda não identifico o Mistério Aruanda, mas me parece ser de Oxum) - ... ao romper - (Ogum) - da madrugada ... " - (período de 03:00h às 06:00h ,
semelhante ao do Senhor Caboclo das Sete Encruzilhadas). Observem que identificamos, da
mesma forma que no ponto riscado da Tenda, as irradiações de Oxóssi, Ogum, Yansã e
Xangô, amparando o Mistério Sete Flechas.
Neste ponto: "Vento - (Yansã) - ... que vem das matas - (Oxóssi) - ... as matas
quebrando - (Ogum) . Parece ser um ponto das falanges do Senhor Caboclo Sete Flechas.
"O dia quando nasce, já vem rompendo a aurora" nos fala novamente do horário de
atuação deste Mistério Divino, Caboclo Sete Flechas.
"Como é lindo o Sol - (Oxalá) - como é linda a Lua - (Nanã) - .... Sete Flechas é o rei da
Lua". Este ponto mostra uma ligação do Senhor Caboclo Sete Flechas com a Sagrada Mãe
Nanã, ligação que não é visível nos outros pontos.


Ponto do Senhor Caboclo Ubirajara
"Ele é Ubirajara ... seu saiote é de pena - (Oxóssi) - seu capacete ( cabeça, coroa) é de
arara" - (pena vermelha, cor de Ogum). O Senhor Caboclo Ubirajara é por esse ponto, um
caboclo regido pelo Orixá Intermediário, Senhor Ogum Rompre-Matas. O capacete , a
cabeça, a coroa do Senhor Caboclo, é regida por Ogum.
"Oh que penacho .... é um penacho de arara, ... rompe a mata virgem ..." Confirma a
regência do Senhor Ogum Rompe-Matas.
"Corto - (Ogum) - língua (instrumento da fala, faz calar), ... mironga - feitiço, magia,
força negativa, demanda - ... lingua de falador ( daquele que mente, que é falso, que
ensina errado e faz outros errarem, que conduz através do discurso mentiroso ou ilusório) ...
aonde Ele pisa (aonde faz o seu assentamento, aonde assume o comando), ... não há
embaraço ( Ogum desembaraça, retira os entulhos, desfaz as complicações) ... Peito de Aço" ( Ogum).
O Senhor Caboclo Ubirajara Peito de Aço, confirma nos três pontos que é um Ogum que
atua na irradiação de Oxóssi, sob a regência do Mistério Divino Ogum Rompe-Matas.
Outros "Seu capacete (cabeça, coroa) é todo branco (Oxalá) ... sua saiote é carijó - (carijó é
cor dos Pretos Velhos, Mistério de Obaluaê). Parece indicar um caboclo de Oxalá na
irradiação de Obaluaê. Não creio que o capacete seja referência à Ogum, mas se for trata-se do Senhor Ogum Matinata. A linguagem "apanha laranja no chão quem quiser, colhe manjar lá no céu quem puder," é uma linguagem de Preto Velho.
"na mata virgem - (Oxóssi) - a coral - (Xangô) piou ... um filho passou e ficou
escutando (ouvindo a voz da razão - Xangô) ... Seu Pena - (Oxóssi) - Branca - Oxalá) ..." O
Senhor Caboclo Pena Branca é um Oxóssi que atua na irradiação de Oxalá, mas revela nesse ponto sua ligação com Xangô. Seu Mistério pode ser interpretado como - conhecimento (Oxóssi) nos campos da religiosidade (Oxalá) amparado pelo equilíbrio (Xangô). O conhecimento na religiosidade, é estimulado pelo Mistério Caboclo Pena Branca, de forma que resulte em um sentimento religioso, amparado pelo conhecer.
"rompendo (Ogum - matos (Oxóssi) e ventos (Yansã) ... Caboclo Janguará ... rei dos
Bugres ... - agrupamento espiritual de índios brasileiros ...". Na primeira frase do ponto, o
Senhor Caboclo Janguará já revelou quais os mistérios que o amparam pelo alto. Revelou a
sua posição de hierarquia e quem são os seus comandados. É um Ogum Rompe-Mato na
irradiação de Yansã. O nome Janguará, não é um nome da hierarquia de Ogum; isto indica
que o Senhor Caboclo Janguará, é um líder espiritual, e guerreiro, que agrupou sob seu
comando os bugres e está sendo absorvido pelas hierarquias da Umbanda, através do
mistério Ogum Rompe-Matas. Quando a absorção se completar, surgirá um outro nome; isso
no futuro.

"Chegou Urubatã de Guia (a Estrela da Guia, está associada a Oxalá, porque é a Estrela
da Vida), ... rebenta corrente de ferro e de aço - (Ogum), ... estoura as cadeias de bronze -
(não sei quem é o regente do bronze), o Sol - (Oxalá, Xangô, Yansã) - e a Lua - (Nanã) - vem saindo ...". Este é um Caboclo de Oxalá, regido pelo Orixá Intermediário Oxalá da Lei (Trono de origem do Profeta Maomé). Representei este caboclo na Tela Plana. Vejam os Orixás e os encontrarão na linhas vertical (Oxalá); na inclinada direita (Ogum); na inclinada esquerda (Xangô), e no embaixo, Yansã e Nanã.
"Lá bem do alto da serra - (Xangô) - eu escutei uma coral piar - (Xangô) - era uma linda
jibóia - (Yansã) - ferida com a flecha - Oxóssi) - de Tupinambá". O Senhor Caboclo
Tupinambá é um Oxóssi que atua na irradiação de Xangô e Yansã. é o conhecimento (Oxóssi) nos campos da Justiça (Xangô e Yansã). Quando a ignorância leva a ações injustas, e atua o Caboclo Tupinambá; clareando, equilibrando e redirecionando.
"Com tanto pau no mato - (Oxóssi) -, eu não tenho Guia - (a Luz da Estrela) - Caboclo
Vira - (o mistério Virador é regido pelo Tempo, Logunã (Oyá) e Yansã do Tempo ) - Pau, vai
trazer a guia ...". O ponto está dizendo que aqueles que ainda não encontraram o seu
caminho, se este Senhor Caboclo Vira Pau, entrar em suas vidas, fará girar, mudar de
direção e buscar um novo rumo - a guia. Este Caboclo pode ser regido pelo Senhor Oxóssi
Intermediário que tem o seu ponto firmado no terreiro.
"A minha gongo está roncando - ( não sei ainda quem é o regente do Mistério roncador,
me parece ser Xangô; sei que Yansã rege o mistério sonorizador), lá nas matas ... a tribo de
Aimorés ... o velho Tupinambá". Vemos ligações do Senhor Caboclo Oxóssi Tupinambá, com
Xangô e/ou Yansã. Mas parece que algo de novo foi revelado, o chefe de sua Tribo parece
ser o Senhor Caboclo Aimoré.
"Mas olha que Caboclo lindo, que Oxóssi mandou Saravá, Pena - (Oxóssi) - Dourada -
(Xangô) - .... Caboclo Roxo - (Obaluaê) - ... " É um ponto de difícil interpretação, mas
subentende-se que na Umbanda Ele atua na irradiação de Xangô, e que como espírito
evoluído atua servindo ao Senhor Oxalá, fora da Umbanda, sendo regido pela Divindade, que conhecemos como Orixá Intermediário, Oxalá da Evolução. Talvez, se merecermos, este
Senhor Caboclo nos ensine o que não sabemos.
"Vem o Sol - (Oxalá) - saindo, com raios - (Yansã) - brilhantes - (mistério luminoso) ...
Raio de Sol ... o veado na mata, ele corre, ele corre - (aquele que foge da doutrina) - e
Oxóssi nas matas ele vai laçar". Este Senhor Caboclo Raio de Sol, é um Oxóssi que atua na
irradiação de Yansã e Oxalá. Conhecimento, doutrina; movimento; religiosidade. Busca
aqueles que por ignorância se afastam da fé.
"Nesse mato tem folha, tem Sete Estrelas que nos alumia, ... ". Mostra que o Senhor
Caboclo Sete Estrelas, que é um Oxalá, atua nos campos do Sagrado Senhor Oxóssi, que é a doutrina, o ensinamento. É a Fé com o esclarecimento.
Creio que o que conseguimos dar alguma interpretação, já é suficiente para
demonstrar que estamos lidando com uma ciência divina. Essas análises nos levam também
ao entendimento de manifestações de mistérios. Por exemplo: O Mistério Cobra-Coral é bem
diferente em atribuições, do Mistério Rompe Matas. O Mistério Cobra-Coral tem por
atribuição o combate à magia negra e aos magos negros encarnados e desencarnados. A
coral é a única serpente que anula o veneno das outras, então a cobra negra - muita usada
nas magias mortais - pode ser combatida com sucesso pelo Mistério Cobra-Coral. Já o
Mistério Rompe-Matas, atua no esclarecimento, na abertura de caminhos, na defesa do saber religioso.
Todo Mistério Divino positivo, tem a sua contraparte negativa, então; para os Caboclos
Cobra-Coral, temos os Exus Cobra-Coral, para o Caboclo Sete Encruzilhadas os Exus Sete
Encruzilhadas, etc... Alguns Mistérios mudam a denominação no pólo negativo, mas mantém
o sentido; exemplo: Ogum Sete Lanças - as lanças simbolizam as Sete Vias Luminosas ou
positivas; já o Mistério Exu Sete Chifres, representam as Sete Vias Cósmicas ou negativas.
Então meus irmãos; há um vasto campo de estudos e aprendizado, dentro da Religião
Sagrada dos Orixás, a filha dileta deles, a nossa Amada Umbanda Sagrada.
Percebemos que alguns pontos, mesmo que não declarem, o vínculo direto com o
Mistério Cobra-Coral, fazem alusão à coral. Então é possível até, se nos interessar,
classificar os pontos de acordo com os mistérios que manifestam. Outra coisa que nos chama a atenção, é que os Oguns que atuam na irradiação das matas, estão com os seus pontos classificados e são evocados como Oxóssis, embora eu não creia que isso aborreça esses Senhores Caboclos.
Vocês notaram que faço referências, tais como: Senhores Caboclos, Sagrado Pai ou
Mãe, etc ... Ë importante que quando façamos referências à Guias e Orixás, tenhamos a
consciência de que estamos nos dirigindo ou citando Mistério Divinos, portanto, estamos
lidando com o Sagrado e não com o profano. Essa deferência, nos aproxima amorosamente
dessas divindades e dos seus enviados. Aprendemos a pensar e falar sobre Eles com o
respeito e a reverência que devemos ter. Quando nos referimos a um Orixá como Oxalá;
dizendo: O Sagrado Pai Oxalá, ao invés de Oxalá; o nosso mental vibra no Sagrado, no
respeito. Sentimos que não estamos nos referindo, a um qualquer, mas a um Ser Divino.
Bom; a jornada de aprendizado é longa, mas, quanto mais avançamos nela, mais nos
surpreendemos com o tamanho da nossa ignorância. Paciência; é preciso começar!
Que o Sagrado Pai Oxalá nos ilumine na jornada!
04/2006

2 comentários:

  1. olá, parabéns pela página, mauro della serra de jundiaí, umbandista há muitos anos, já entrei várias vezes nesta página e acho excelente!!!!!!!!!!!!, gostaria de deixar uma pergunta à quem possa responder, não sei se essa é a função desta página, mas segue: estava conversando com meus filhos a respeito do orixás da Umbanda, quando surgiu uma pergunta: pode um caboclo chamado águia branca, por exemplo, da linha de oxalá, trabalhar na linha de ogum, sendo que o filho que o incorpora é filhos de ogum????, obrigado, aguardo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mauro! Grata pela preferência! Quanto à sua pergunta não vejo problema algum em um filho de Ogum trabalhar com uma entidade de Oxalá, há vários entrecruzamentos das linhas e vibrações dos Orixás. Esse filho provavelmente sintoniza bem com Oxalá, pode ser filho de Logunan, por exemplo e ai encontramos boa explicação, pois essa Orixá é par vibratório de Oxalá.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pesquisar este blog