Nesse espaço

Textos psicografados, romance, Umbanda, Espiritismo compõem a tônica do A Alma das Coisas.
By
Annapon ( escritora e blogueira )

A Missão das Quatro Estações

Olá amigos leitores do "A Alma das Coisas"! O blog está com uma novidade, romance mediúnico totalmente gratuito e publicado, ...

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Fanatismo



Olá amigos!
O texto que posto abaixo, falando sobre fanatismo, é um alerta a todos nós. Creio que convicções sejam saudáveis desde que não contraiamos o péssimo hábito de impo-las aos outros.
Annapon

Assim como na paixão, o fanatismo não conta com uma explicação única. Há aqueles que são fanáticos por música. Outros são fanáticos por viagens. Existem também os que são fanáticos por doces. De certo que existem fanáticos para tudo. E o termo acabou se banalizando, perdendo força e conteúdo. Porém, no fanatismo, nem tudo está baseado apenas na paixão.

Há casos em que o sujeito fanático extrapola em suas emoções.
A história registra casos em que o fanatismo serviu de explicação para perseguições, torturas e humilhações. A religião e a política, por exemplo, já serviram de mote para que o fanatismo mostrasse o seu aspecto mais cruel. No esporte, os torcedores fanáticos se dividem entre as excentricidades de um apaixonado pelo time e aqueles que se aproveitam do esporte para justificar atos de violência.

A psicóloga Márcia Batista dos Santos afirma que o fanático normalmente comete atos que extrapolam os limites aceitos socialmente, por isso são normalmente identificados pelas suas excentricidades. “Não há uma explicação única para justificarmos a existência de pessoas que se tornam fanáticas. Cada pessoa tem um modo singular de construir sua existência e que perpassa por experiências particulares e consequente desenvolvimento de sua vida psíquica”.

Ela explica que um caminho possível de pensarmos este tipo de ação do sujeito seria considerar uma posição narcisista do sujeito, centrada em si, primitiva, infantil. “Nesta fragilidade do sujeito, abrir mão de seu ponto de vista se torna tarefa bastante difícil, não sendo ele em alguns momentos capaz de dar conta em barrar seus impulsos”. O grande perigo consiste exatamente na certeza absoluta e incontestável que ele tem a respeito de suas verdades.

O fanatismo pode ser classificado através de alguns comportamentos. O excesso, certa ingenuidade, intolerância, rigidez no pensamento, crenças absolutas, inflexibilidade e, até mesmo, atitudes consideradas irracionais como nos casos de violência. “Podemos falar que o fanatismo porta, em parte, características psicóticas em que o sujeito não duvida da sua escolha, do seu pensamento. Há uma certeza absoluta. Não quero, no entanto, afirmar que todo fanático tenha uma estrutura psicótica, mas esta é uma possibilidade também”, considera. (Viviane Gonçalves)

Texto extraído do site O Povo On Line

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pesquisar este blog