Nesse espaço

Textos psicografados, romance, Umbanda, Espiritismo compõem a tônica do A Alma das Coisas.
By
Annapon ( escritora e blogueira )

A Missão das Quatro Estações

Olá amigos leitores do "A Alma das Coisas"! O blog está com uma novidade, romance mediúnico totalmente gratuito e publicado, ...

domingo, 24 de julho de 2011

Desencarnes Coletivos






Mortes coletivas
Por estar relacionado a experiências evolutivas, o desencarne coletivo é previsto por entidades Benfeitoras Espirituais, que  acolhem os desencarnantes imediatamente, muitas vezes  em postos de socorro por eles montados através da vontade/pensamento, na própria região da catástrofe ou desastre. Mesmo assim, como são as figuras centrais da tragédia, os desencarnantes  sofrem o processo de comoção coletiva de espectadores e familiares, enfrentando dificuldades de adaptação, que o levam, não raro, a reviver dolorosos pormenores do funesto acontecimento, causando perturbação mental e desespero. Geralmente, só retornam à normalidade da vida espiritual quando o caso cai no esquecimento público e familiar.

OBSERVAÇÕES GERAIS
É necessário lembrar que cada caso é único e diferente do outro e que a pertubação pós-morte vai depender do grau de materialização ou de desprendimento material do desencarnante. Quanto menos apegado aos valores materiais, mais rápido irá reingressar na Vida Espiritual.
A compreensão dos familiares não evocando-os ou às circunstâncias do desenlace, também irá contribuir para uma recuperação mais rápida.
A prece é sempre de valiosíssimo auxílio para o desencarnante, em qualquer circunstância.
  
Revista Cristã de Espiritismo.


Olá amigos e leitores desse blog.
Com base no acima exposto, e diante da tragédia ocorrida na cidade do Rio de Janeiro, só nos cabe, a nós que estamos impossibilitados de prestar auxilio e socorro aos nossos irmãos pessoalmente, doando de nosso tempo e trabalho em favor deles, o recurso não menos importante da prece. Vamos pedir juntos a Deus pelos que se foram e pelos que ainda permanecerão por mais algum tempo.
Sabemos que cada um de nós é responsável, de alguma forma, pela resposta violenta da natureza que não foi menos violentada. Não é hora, no entanto, de apontarmos responsáveis. É hora de trabalhar, orar e refletir. Esse é o momento de sermos solidários estendendo nossas mãos aos nossos irmãos da maneira que pudermos e uma das maneiras é a prece. A prece conforta, acalma e atrai a espiritualidade benfeitora que por sua vez prestará o auxilio espiritual necessário a todos os que estão sofrendo, inclusive aos animais que não estão sofrendo menos.
Esse também é um bom momento para pedirmos a Deus que ilumine os governantes de nosso País, bem como as pessoas que se expõem a riscos desnecessários e que desafiam as forças naturais. 
Unidos em oração tenho certeza que ajudaremos a minimizar o sofrimento de nossos irmãos que se foram e que ficaram. Dessa forma iluminamos o nosso coração e a nossa alma voa livre ao encontro daqueles que necessitam de nós.


Annapon

Um comentário:

  1. E, apos mais de um ano, a tragédia tá se repetindo...muito triste! O pouco q têm se perde novam/...Estou pedindo a Pai Oxalá, Misericórdia Divina a todas estas pessoas, assim como o povo q tão desesperançosos c/ a falta d'água.
    O q poderiamos fazer mais ???

    Paz e Bençãos Divinas a todos, nas suas necessidades !

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pesquisar este blog