Nesse espaço

Textos psicografados, romance, Umbanda, Espiritismo compõem a tônica do A Alma das Coisas.
By
Annapon ( escritora e blogueira )

Romance Mediúnico

A Missão das Quatro Estações

Olá amigos leitores do "A Alma das Coisas"! O blog está com uma novidade, romance mediúnico totalmente gratuito. Esse é mai...

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Religião e Comportamento - Curiosidade -


Olá!
Não por acaso, encontrei esse texto postado pelo blog Transitar que ilustra muito bem o post abaixo.
Vale uma análise, percebam como as pessoas ligam comportamento à religião. Nesse caso, a pessoa em questão, nem é dirigente ou Sacerdotisa, imaginem se fosse. 


SEXTA-FEIRA, AGOSTO 18, 2006

RELIGIÃO E COMPORTAMENTO: REGRAS DE CONDUTA?

De repente uma amiga minha “virou” evangélica. De repente mesmo, sem sobreaviso, de supetão, nunca sequer demonstrou descontentamento algum com a vida. Isso causou em mim um rebuliço sem igual. Sondei os confins de meu eu interior para tentar encontrar o porquê dessa agitação em meu ser, e ainda não consegui achar resposta.
O caso referido: é comum, acontece, aposto até que com algum amigo de vocês já deve ter acontecido isso. Só um dado a mais nessa equação: esta amiga era a última pessoa do mundo que eu imaginaria num culto evangélico, gritando “glória a Deus!”. Mãe solteira, bebe mais do que eu e você juntos, gosta de festas, etc.
Nada demais, não é? Conversões religiosas acontecem, e é isso que a igreja preconiza: não importa sua vida anterior, seus pecados estão perdoados. Mas aqui vai um outro dado, e talvez que esteja aqui a explicação para o meu rebuliço interior: ela continua levando a vida como dantes, no quartel de Abrantes. Freqüenta os cultos da Igreja Universal do Reino de Deus, e logo depois cai na gandaia, como sempre, sexta e sábado sai e chega de manhã em casa.
Nada contra a diversidade – neste caso, diversidade de comportamento. Vida é viver, ser feliz e não fazer mal a ninguém. Mas não estaria aí uma contradição? Não que eu tenha o poder de dizer se algo está certo ou errado, mas não há incoerência nisso? É nisso que me concentro, pois, na incoerência, ou, melhor dizendo, na incompatibilidade do comportamento humano dos tempos hodiernos com as religiões baseadas no cristianismo. Será que é possível levar a vida de hoje seguindo os preceitos das religiões que se baseiam na Bíblia? Como se pode agir de modo diferente ao que é preconizado na Bíblia estando com a consciência límpida e transparente? Transar antes do casamento é permitido aos que seguem a dita religião? Foram tantas as perguntas que um nó foi dado dentro da minha cabeça, e que ainda não desatei.
Reiterando e finalizando: não julgo se um comportamento está certo ou errado; julgo a incompatibilidade do modo de agir com aquilo que é preconizado pela religião. Já não estaríamos no tempo de uma reformulação dessas religiões? Ou continuar-se-á fazendo vista grossa a essa incompatibilidade, até que alguém de dentro delas, e com força para tal, perceba o absurdo que existe nisso?
Tenho mais perguntas, são muitas, mas a falta de mais espaço e respostas que resolvam em mim esta equação, montada pela minha moral, talvez imbecil e atrasada, traz, por vezes, a mim, uma certa angústia. É só isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pesquisar este blog